Os jovens e o mercado de trabalho na impressão

img

Os jovens e o mercado de trabalho na impressão

Como atrair os jovens para o mundo da impressão? Como fazê-los entender que é um promissor caminho profissional a seguir? Como aumentar o nível de formação dos profissionais brasileiros? São perguntas que o mercado faz e que a escola Senai vem trabalhando arduamente para encontrar as respostas; e nos últimos anos o resultado tem sido muito positivo.

Élcio de Souza, diretor do Senai Theobaldo de Nigris, escola localizada na região da Mooca, em São Paulo, e também diretor do Senai Jose Ephim Mindlin, em Barueri, vem conduzindo um trabalho promissor para impulsionar o conhecimento na indústria. Entenda os projetos e saiba como a sua empresa também pode entender os benefícios da contratação de jovens.

O jovem e a impressão

Atrair os jovens para o mercado gráfico é de fato um grande desafio. “O problema dos jovens é fazer com que eles achem valor em formação técnica. Ele quer a faculdade. Mas, estamos começando a sentir um retorno dessas pessoas para as nossas escolas. Ele faz uma faculdade rápida, sem muita qualificação, mas não tem experiência profissional, porque hoje os pais estão deixando estudar sem precisar procurar empresa. Quando vai para o mercado, falta a bagagem”.

Para Élcio, o grau de empregabilidade mudou e quem tem curso técnico em alguns casos tem mais empregabilidade do que quem tem faculdade. “A gente diz que o técnico é a porta de entrada para a empresa porque você sai com conhecimento técnico e operacional. Esse técnico tem muito mais aceitação, mais rápido, na empresa. E depois ele busca a formação universitária para ser promovido e galgar níveis de gestão e chefia”.

O mundo da impressão é inovador

Como transmitir para o aluno que está saindo do Ensino Médio que a indústria de impressão é uma excelente oportunidade de construir uma carreira? Para enfrentar resistências que vão dos pais que não querem que o filho trabalhe até o despreparo das escolas regulares, o Senai Barueri - e depois o Senai Theobaldo - implantou o cronograma de visitar as escolas.

O time de instrutores do Senai faz um kit com itens impressos e apresenta aos adolescentes o que é o mundo gráfico. Isso tira a visão que eles têm que impressão é “jornal e revista”, que “impressão está morrendo” e que “imprimir faz mal para o meio ambiente”. Eles têm acesso aos mais diferentes produtos e entendem tudo em que podem trabalhar.

Atualmente, já há de 3 a 4 candidatos/vaga para os cursos da área, e o retorno de visitação é sempre ouvir o comentário: “Não sabia que gráfica é tudo isso”. É bastante positivo até para os professores dos colégios, que colocaram o tópico no dia a dia da escola. A participação das empresas, que podem ajudar contratando os jovens e indicam os cursos, é também muito eficiente.

“Os jovens não querem ir para a impressão, mas quando a empresa demanda a participação a presença é mais efetiva. Isso porque ele já vem com a ideia incorporada e se convence que é este o caminho, o que traz queda de evasão. Se você já conecta ele ao mundo que vai viver e já começa a ter um ganho financeiro, ele fica”.

Inova Indústria

O Senai promove eventos, como uma Semana da Tecnologia - neste ano chamada de Inova Indústria, que serve como um Open House da escola. “A estratégia é convencer a garotada trazendo para o ambiente e fazer entenderem que esse mundo é muito mais do que só jornal e revista. E nessa visita apresentamos o mundo das artes gráficas”.

A edição mais recente aconteceu no final de outubro e teve o objetivo de promover a inovação, o empreendedorismo e a criatividade, aproximando a escola de empresas, startups, empreendedores e universidades.

Durante toda a semana, foram promovidas palestras diversas com professores do Senai e profissionais do mercado, como atuação nas mídias sociais, ambientes híbridos de impressão, Gama Expandida, impresso inteligente, gerenciamento de cores, Gráfica 4.0, embalagens flexíveis e outros temas.

Também foram promovidas atividades como a visitação aos setores da escola, como a área de flexografia e impressão digital, com a participação das empresas que possuem Open House no Senai, como Canon, Ricoh e Heidelberg.

Comunicação Visual

As ideias não param no Senai. Outra estratégia para trazer o jovem para o mercado de impressão é oferecer o curso de comunicação visual. A ideia é agregar uma área que já está na indústria gráfica e abranger mais para a comunicação não só da mídia impressa. “Assim temos um atrativo maior para o mais jovem porque ele trabalha mídia impressa e web. E tem enfoque na criação de design das peças promocionais”.

O objetivo é que a gráfica incorpore esse profissional para levar ao mercado pessoas que entendam mais o que é impressão e, especialmente, fechamento de arquivo. Com certeza você já se deparou com um arquivo vindo de uma agência fechado completamente errado, provavelmente por uma pessoa imersa no mundo digital, que não entende que artes para sites/mídias sociais são diferentes das artes que serão impressas.

Élcio relata: “Hoje você faz a pré-impressão e depois decide se vai para o digital ou impresso. E a mídia digital sofre com quem lida com o arquivo, pois não há background de conhecimento, com erro e gastos extras na impressão. Se eu preparar esse profissional, ele entenderá de mídia impressa e das novas mídias. Tivemos quase 10 candidatos por vaga. Estamos adequando a estrutura da escola para esse novo modo de pensar”.

Mostre aos jovens O Poder da Impressão

O compromisso de levar os jovens ao mercado de trabalho na área gráfica precisa ser de todos os envolvidos na indústria. Senai, Sesi, Prefeituras de todo o Brasil e ONGs possuem uma série de programas com Jovem Aprendiz, pode ser o primeiro passo para a contratação de novas mentes para a sua empresa.

Quando o jovem entende que a impressão vai além do que ele pensa e entende o quão tecnológica e transformadora a indústria é, seu pensamento e sua empolgação se transformam e ele passa a buscar conceitos ainda mais novos para aplicar à sua empresa, verificando tudo que existe no mercado e que pode ser aplicado para gerar mais eficiência, elevar a criatividade de seus produtos e buscar novas soluções que tragam economia.

A mescla dos mais novos com os mais experientes ajuda uma empresa a balancear o conhecimento adquirido com novas possibilidades. Esta troca de informações sempre resulta em mudanças positivas nas companhias, e prova disso é o sucesso do projeto do Senai com as empresas do setor.

Senai

O Senai possui um projeto de fazer um curso adaptado às necessidades de sua empresa. Com isso, quem deseja aumentar o conhecimento de seus colaboradores ou contratar profissionais para que eles já iniciem seus estudos no setor, pode entrar em contato com a coordenação de relacionamento na indústria da escola, que fará uma visita para apresentar o projeto. O foco, explica o Senai, é atender diretamente a demanda da empresa, para que a pessoa estude e no mesmo dia coloque em prática o que aprendeu.

Contatos escolas:

Senai Jose Ephim Mindlin - Barueri: (11) 4199-1930
https://barueri.sp.senai.br/

Senai Theobaldo de Nigris - Mooca/São Paulo: (11) 2797-6333
https://grafica.sp.senai.br/